artulobo

Posts Tagged ‘2010’

Castles in the Snow [e] At my heels – Twin Shadow (2010)

In Cinema, Música, TV on 01/06/2011 at 0:36

 

Do album Forget.

Dois clipes montados com imagens antigas por Jamie Hartley. As fontes são dois documentários: um brasileiro, chamado “punks”, 1983, de Alberto Gieco; o outro “Wildwood, N.J.”, 1994, de Carol Weaks/Cassidy/Ruth Leitman.

(Droga, viciei).

Infelizmente pra ir no show (dia 02Jun) você precisava passar por uma ridicula gincana tarefa que promove a marca que o trouxe pra promover.

Queremos não quis (trazer pro Rio). Fico me enganando imaginando que existia um contrato de exclusividade ou algo assim.

Tudo bem. No fundo é mais um 80s – muito legal – chega, até quando?

Boas letras.

Arranjos interessantes, mesmo se retro – requentados e requintados, não resisti.

Anúncios

Inside Job – Charles Fergusson (2010)

In Cinema, história on 31/05/2011 at 19:01

Gente Boa

Filme PowerPoint, que serve de complemento ao Capitalismo apaixonado do Michael “shame on you” Moore, Inside Job segue a via mais difícil, ao tentar mostrar como uma crise capitalista se constrói. Explicar o que é um derivativo é no mínimo complicado e até que ele se saí bem.

O autor transforma entrevistas em depoimentos e ausências em declarações – usa o poder que a mídia tem.

No final fica a lembrança de que a ganância que corre solta organizada (sic) em jogos de azar extremamente sofisticados determina a merda da vida de muita gente; fica a constatação de que o capital se concentra cada vez mais e que os estados nacionais são a condição dessa concentração; fica a lição de que a economia é muito mais política do que se imagina.

Parece que um movimento contra certa casta capitalista se esboça, carente de uma idéia do que fazer com aqueles que serão destituídos de seu poder e sua riqueza – in an american way, aposta suas fichas na regulamentação.

And everything is going fine – Steven Soderbergh (2010)

In Cinema on 23/03/2011 at 18:45

um brinde à sinceridade. documentário simples sobre um cara simples que ousou falar sobre si – falando bem – em sua arte. e até emociona.
se o soderbergh sempre alcançasse algo parecido com isso em seus filmes entraria pro meu top 5 diretores.

Coming through – The War on Drugs (2010)

In Música on 22/03/2011 at 0:17

Pra relaxar. Dylan alike?

Suburbs – Arcade Fire (2010)

In Música on 16/02/2011 at 23:57

Cachambi Mon Amour

Um (velho) problema de se elogiar alguma coisa demais é superestimá-la. Aliás, muito elogio, o santo deveria sempre desconfiar.

Com discos de música pop (no sentido mais amplo possível), é só isso que acontece. Superestima-se. Palavras vazias pra criar a sensação de que alguma coisa vai mudar. Nada muda, é só um disco.  Se for muito bom vai fazer parte da sua vida, mas uma parte pequena, embora importante. Se for ruim, que importa – 30 outros garotos talentosos farão seu dia. Nada de mais. Nem mesmo as revoluções mudam alguma coisa, quiça um disco.

Os fãs tem um papel nisso. Ignora-se artistas muitas vezes por causa dos fãs deles. Ficar idiota – afinal, há justificativas, essa vida é uma miséria, e esses discos, de bandas que talvez nunca veremos, são um evento na vida.

Ouço os subúrbios do Arcade Fire sem grandes preconceitos, sem grandes esperanças, sem apostas, sem exigências bestas. É só um disco. Um disco muito bom. Por n razões. Não vem ao caso aqui dize-las; vale a pena ouvi-las. Now you’re ready to start.

(Mentira: uma delas é: ainda fazem só um disco de rock).

De Chiquitito – Proyecto Gomez Casa (2010)

In Música on 05/02/2011 at 13:13

Não sei mais quase nada a respeito desses caras. O som é bom e bacana e vale a pena o play ali. Manda ver.

It’s not meant to be – Tame Impala (2010)

In Música on 01/02/2011 at 2:46

Abre o disco Innerspeaker, que dá pra ouvir da primeira à última música, sem para ou adiantar.

Uns moleques australianos viajandões fãs de Beatles, Yes e Meat Puppets ganhando o mundo.